Comboio histórico da Linha de Sintra faz paragem no Rossio

Um dos antigos comboios que circulou na Linha de Sintra até aos anos 1990 voltou ao Rossio. CP recuperou a antiga composição para criar um comboio histórico entre a capital e a pequena vila.

Fotografia cortesia de Francisco Alves da Silva

Um dos comboios que circulou até aos anos 1990 na Linha de Sintra – a Unidade Tripla Eléctrica (UTE) nº 2064 – regressou, este fim-de-semana, ao Rossio para uma exposição especial de Natal. Esteve em exposição no sábado e domingo, até às 19 horas, devidamente iluminado. O acesso à plataforma para ver o comboio (por fora, apenas) era gratuito.

Dado o sucesso da primeira edição, a CP informou esta segunda-feira que o comboio irá regressar à estação do Rossio no próximo fim-de-semana, dias 25 e 26 de Dezembro. A UTE 2064 estará iluminada e decorada novamente segundo a tradição natalícia.

Fotografia cortesia de Francisco Alves da Silva

Esta Unidade Tripla Eléctrica (UTE) – assim se chama porque é constituída por três carruagens numa mesma composição – foi construída nos anos 1960 pela portuguesa Sorefame e fazia parte de um lote de dez UTEs de aspecto metalizado que, em 2005, seriam vendidas à Argentina. O negócio acabou falhado porque aquele país pagou a remodelação das composições mas não o transporte marítimo. Segundo noticiava o jornal Público em Fevereiro, a CP quer recuperar duas UTEs da antiga Linha de Sintra para criar um comboio histórico entre aquela vila e o Rossio, pensado para fins turísticos e sem paragens pelo meio.

A CP tem actualmente na sua oferta dois comboios históricos – um na Linha do Douro e outro na do Vouga – e o de Sintra complementaria essa oferta. A empresa tem também investido na recuperação de material circulante, tendo devolvido à Linha de Sintra cinco composições quádruplas e à Linha da Azambuja dois comboios quádruplos também.