Procurar
Fechar esta caixa de pesquisa.

Sobre

O Lisboa Para Pessoas é um jornal local e portal comunitário sobre a Lisboa metropolitana, que reúne informação, ferramentas e pessoas.
Mobilidade, Habitação, Sustentabilidade, Cidadania
O jornal regional mais lido na área metropolitana de Lisboa.

+6,7 milhões

de visualizações desde o lançamento em 2021

~1,7 milhões

visitantes únicos desde o lançamento em 2021

+3 mil pessoas

na Comunidade do LPP (newsletter e Discord)

+ 300 mil

de alcance nas principais redes sociais

Publicidade Social

Anuncia no jornal regional mais lido. Procuramos associações, cooperativas e outras entidades do sector social da cidade e área metropolitana de Lisboa. Vendemos visibilidade.

O que fazemos? Publicamos artigos sobre a área metropolitana de Lisboa, guias com informação útil, e uma biblioteca com documentos e ferramentas. Reunimos uma comunidade interessada no futuro das cidades.
Porque fazemos? As cidades como conhecemos hoje vão mudar. O actual modelo de desenvolvimento urbano tem-se mostrado insustentável do ponto de vista social, ambiental e económico. Por isso, as cidades do futuro terão a ver de certeza a ver com um ambiente urbano mais humano e inclusivo, onde as pessoas possam estar e circular em segurança, sem se sentirem condicionadas por um modo de transporte.
O Lisboa Para Pessoas na imprensa
Contactos
Um jornal aberto à Comunidade.

O LPP tem uma chamada sempre aberta para artigos. Aceitamos crónicas, ensaios, textos de opinião, reportagens, entrevistas e outras propostas.

Equipa
O Lisboa Para Pessoas surge assente em 10 anos de experiência em comunicação social, e é co-criado em comunidade.

Conselho Consultivo e Editorial do LPP

O Conselho Consultivo e Editorial do LPP é um órgão informal que ajuda na co-construção deste projecto. Reúne-se uma vez por mês, por videochamada, e integra pessoas de diferentes áreas, dispostas a oferecer o seu tempo.

FAQ
O LPP é uma plataforma que agrega e organiza informação sobre a cidade de Lisboa e área metropolitana, permitindo às pessoas ter um conhecimento dos territórios onde habitam, estudam e trabalham. Com a solução proposta, o LPP pretende criar uma nova dinâmica de organização dos seus conteúdos que aumente a informação disponível aos leitores, bem como promover a cidadania participativa, usando como taxonomia os principais temas da cidade e área metropolitana de Lisboa, com especial foco nos desafios de sustentabilidade das cidades. Articulando momentos online e offline, o LPP pretende, por um lado, informar, com conteúdos jornalísticos, dados abertos e debates, e, por outro, preparar para a participação democrática com workshops práticos e ferramentas de ponderação em comunidade, à imagem do desenvolvido em plataformas como o Decidim, em Barcelona. O Lisboa Para Pessoas, enquanto órgão de comunicação social, está preparado para acompanhar esta transição das cidades, de forma independente, colaborativa e convergente, e sem segundas intenções. Uma plataforma que oferece informação e ferramentas para decisões mais ponderadas e conscientes, que ajuda no debate público sobre o futuro da cidade e que apresenta a sua proposta de valor – uma Lisboa Para Pessoas.

Com a crise do jornalismo, a concentração dos grupos de media e as redes sociais como principal fonte de notícias e comentários, a informação sobre as cidades tornou-se num bem escasso e as discussões pouco profundas e superficiais. Esta cenário é especialmente problemático, tendo em conta todos os desafios das cidades na adaptação às alterações climáticas, na transição modal para uma menor dependência do automóvel e para espaços públicos mais vivos e dinâmicos.

Todos estes desafios vão implicar uma profunda participação cívica, que deve começar na informação, na construção de comunidades e na capacitação para a acção. Ora, a cidade e área metropolitana de Lisboa, apesar de contar com três milhões de habitantes, é uma das capitais europeias com pior oferta informativa e um território onde, olhando para dados da abstenção, milhares de pessoas se sentem desligadas da política, e incapazes de saber como a sua voz pode ser ouvida.

Porque a base de uma democracia igualitária e de uma sociedade saudável é a informação e a literacia.

O Lisboa Para Pessoas (LPP) quer tornar-se numa referência nestas duas dimensões: disponibilizando informação relevante, habitualmente dispersa ou inacessível, sobre os processos de decisão da cidade, fomentando o espírito de comunidade e a partilha de histórias interessantes e inspiradoras, bem como, criando uma base de conhecimento e informação sólida para quem procura adoptar novos hábitos de mobilidade ou usufruir da cidade, usufruir do espaço público e/ou promover acções de participação cívica e envolvimento democrático.

O LPP contribui para uma cidade mais activa e participativa no desenvolvimento de comportamentos sustentáveis de mobilidade e na adopção de novos comportamentos de vivência da cidade, através da organização da informação de uma forma mais consequente e inovadora. O projecto procura preparar e acompanhar as transformações urbanas e mudanças de paradigma de mobilidade, habitação e trabalho, com um trabalho de informação, discussão e capacitação que promove a educação para a cidadania e a consciencialização colectiva.

Sim, claro. Não tem qualquer filiação à Câmara Municipal, a partidos políticos ou a qualquer instituição pública ou privada. O Lisboa Para Pessoas é um projecto editorial que pertence à sua comunidade.

Porque não estamos sozinhos. O Lisboa Para Pessoas procura reunir jornalistas, fotógrafos, videógrafos, pensadores, especialistas, activistas… que de forma orgânica já criem conteúdo nas suas redes. Quer cruzar os domínios institucionais com conteúdos colaborativos da comunidade e com produção própria e original. É um ponto de encontro de ideias, iniciativas e notícias, interligando utilizadores do espaço público, instituições políticas, movimentos e associações, negócios e autoridades. O Lisboa Para Pessoas nasceu da constatação da dispersão de informação útil e interessante por diferentes canais.

Não. O Lisboa Para Pessoas procura receitas, não lucros. O seu orçamento é humano e definido em torno dos custos, humanos e materiais, necessários à manutenção deste projecto editorial e comunitário.

Desde o lançamento, o Lisboa Para Pessoas tem vindo a crescer, provando a sua importância numa cidade em mudança e revelando uma procura crescente por informação aprofundada e contextualizada sobre Lisboa e a área metropolitana.

Fundado em Fevereiro de 2021, o Lisboa Para Pessoas publica informação actualizada e pertinente sobre a cidade e a área metropolitana: mobilidade, sustentabilidade, espaço público e cidadania.
O Lisboa Para Pessoas promove uma visão de uma cidade mais humana, inclusiva e participada, interligando os diferentes agentes da esfera pública: os órgãos políticos com a academia, as empresas e as iniciativas da comunidade.

Em 2022, o Lisboa Para Pessoas angariou 11 110 € em crowdfunding, na maior campanha alguma vez lançada para um projecto de jornalismo local.

O Lisboa Para Pessoas e o Shifter partilham a mesma casa – dois órgãos de comunicação social com a missão de disseminar conhecimento essencial para um mundo em mudança. Fazemo-lo em dois eixos: no Lisboa Para Pessoas, abordamos a transição nas cidades com epicentro em Lisboa; no Shifter, tratamos a digitalização das sociedades.
Estatuto Editorial
  1. O Lisboa Para Pessoas é uma publicação periódica regional, de base diária e comunitária, sobre mobilidade sustentável em Lisboa, e a vivência da cidade e do seu espaço público.
  2. O Lisboa Para Pessoas não tem qualquer filiação à Câmara Municipal, a partidos políticos ou a qualquer instituição pública ou privada. O Lisboa Para Pessoas é um projecto editorial que pertence à sua comunidade.
  3. O Lisboa Para Pessoas é um projecto convergente no sentido em que funciona como um ponto de encontro de ideias, iniciativas e notícias, interligando utilizadores do espaço público, instituições políticas, movimentos e associações, negócios e autoridades.
  4. O Lisboa Para Pessoas procura reunir jornalistas, fotógrafos, videógrafos, pensadores, especialistas, activistas… que de forma orgânica já criem conteúdo nas suas redes. Quer cruzar os domínios institucionais com conteúdos colaborativos da comunidade e com produção própria e original.
  5. O Lisboa Para Pessoas assume um papel participativo e construtivo na cidade, propondo uma forma de cidade.
  6. O Lisboa Para Pessoas é sem fins lucrativos. Procura receitas, não lucros.
  7. O Lisboa Para Pessoas considera a sua acção um serviço de interesse público.
  8. O Lisboa Para Pessoas não reage a interesses económicos, corporativos ou partidários; responde por si e pela sua comunidade, recusando qualquer tipo de interferência no seu trabalho.
  9. O Lisboa Para Pessoas segue o Código Deontológico do Jornalista, a Declaração Universal dos Direitos Humanos, a Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia e a Constituição da República Portuguesa.
  10. O Lisboa Para Pessoas compromete-se a agir em conformidade com as leis reguladoras da internet e dos órgãos de comunicação social, bem como a promover o respeito e a boa fé dos seus leitores.
Ficha Técnica

Proprietário: Shifter Generation Lda
Gerente/detentor do capital social: Mário Rui Branco Correia Martins André
Sede fiscal: Estrada de Benfica, 701A; 1500-087 Lisboa, Portugal
N.º Contribuinte: 513786040

Director & Editor: Mário Rui Branco Correia Martins André

Periodicidade: Diária
Suporte: Online
Sede (Redacção e Editor): Estrada de Benfica, 701-A; 1500-087 Lisboa
N.º de Registo no ERC: 127 531

Telefone: +351 218 710 829
WhatsApp:
 +351 968 568 137
E-mail: [email protected]

Correio

Lisboa Para Pessoas
LEAP Areeiro
Centro Empresarial Hundred Lisboa | GC 30
Av. Almirante Gago Coutinho 30, piso 1, 1000-017 Lisboa