Avançar para o conteúdo

Carris Metropolitana entra em nova fase e divulga oferta escolar

O período escolar é o novo grande desafio da Carris Metropolitana, que até aqui tem operado apenas em contexto de férias e de Verão.

Fotografia de Lisboa Para Pessoas

É uma nova etapa no serviço metropolitano de transporte público rodoviário: a 13 de Setembro, a Carris Metropolitana coloca de lado os horários de Verão que estiveram em vigor desde o início da sua operação na Margem Sul e adopta uma oferta reforçada, com mais horários e mudanças em várias linhas.

Os novos horários e oferta só entram em vigor a 13 de Setembro, mas a Carris Metropolitana disponibilizou já no seu site todas as alterações. Para auxiliar os passageiros nesta mudança para o período de regresso às aulas, estão disponíveis canais de contacto dedicados a este tema; através deles, é possível obter informações sobre horários, trajectos, e escolas servidas, mas também apresentar sugestões de melhoria que consideres importante para melhor servir a rede escolar da AML.

Estas são algumas das alterações que vão ser feitas, de acordo com um levamento feito pela Comunidade do Lisboa Para Pessoas:

  • 3013 – esta linha que hoje Cacilhas ao Monte da Caparica tem o percurso reajustado, que passa a ser igual ao da antiga carreira 103 da TST
  • 3009, 3014, 3032 e 3034 – passa a passar por dentro do Monte da Caparica para servir a Escola Secundária com o mesmo nome
  • 3010 – passa a ser uma variante da 3012 e vai deixar passar pela A33, ficando com o percurso igual à anterior 127;
  • 3012 – deixa de passar pela A33, ficam com o percurso igual à anterior 127 da TST;
  • 3030, 3507 e 3524– deixa de circular pela Mata dos Medos e passa a circular pelo meio da Charneca da Caparica, com percurso igual ou parecido às anteriores 145/130
  • 3010, 3035 e 3036 – são extintas. A 3010 ligava Cacilhas à Charneca da Caparica; a 3035 viajava entre o Pragal e a Quinta do Texugo; e a 3036 entre o Pragal e o Vale das Flores.
  • 3040, 3041 e 3504 – entram ao serviço. Eram as antigas carreiras 123, 133 e 197 da TST, respectivamente. A 3040 vai circular entre Cacilhas e a Quinta do Texugo; a 3041 vai ligar Cacilhas à Caparica; e a 3504 vai ter um percurso entre o Bairro Fundo Fomento e as Quintinhas.
  • 4630 e 4631 – são extintas e vão passar a ser a nova 4730, que terá ligações entre a Interface de Transportes de Setúbal (ITS) e Sete Rios, em Lisboa, e encurtamentos à estação ferroviária do Fogueteiro em alguns horários.
  • 4632 – nova linha que irá ligar a estação de Coina à Quina do Anjo, com um percurso que promete oferecer redundância à linha 3626.

A Carris Metropolitana e a Câmara de Almada publicaram aqui as alterações nas linhas afectas a este município. Podes vê-las neste PDF:

A Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML), responsável por toda a operação da Carris Metropolitana, refere ainda que só vai actualizar a informação no site e nas aplicações móveis como o CityMapper e a Moovit para a nova oferta depois de 13 de Setembro, ficando até lá disponível a oferta actual. No entanto, os horários actualizados deverão aparecer primeiro na Moovit.

A Carris Metropolitana entrou em operação no dia 1 de Junho na Área 4 (Alcochete, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela e Setúbal) e no dia 1 de Julho na Área 3 (Almada, Seixal e Sesimbra). Na Área 4, o serviço é operado no terreno em regime de subconcessão pela empresa privada Alsa Todi, que tem sido duramente alvo de críticas e acusada de não estar a cumprir o contrato de serviço; na Área 3, a operação é assegurada pela empresa TST, que tem conseguido melhor assegurar o serviço que a ela foi contratado. Na Margem Norte, a entrada em funcionamento da Carris Metropolitana foi adiada para 1 de Janeiro de 2023.