Procurar
Fechar esta caixa de pesquisa.

Começaram a chegar as 500 novas bicicletas GIRA

Já estão a circular as primeiras 500 bicicletas do pacote de 4,3 milhões que a EMEL fechou com o consórcio Soltráfego/MEO. Também já estão na rua as primeiras bicicletas convencionais electrificadas.

Uma das 500 bicicletas novas (fotografia LPP)

A EMEL está, a partir de hoje e até ao final do ano, a colocar em circulação 500 novas bicicletas eléctricas, reforçando a rede existente. Os novos velocípedes resultam de um mega pacote de 4,3 milhões de euros, que a empresa municipal de mobilidade fechou com o consórcio Soltráfego/MEO e que prevê o fornecimento de bicicletas e de peças até 2027.

Simultaneamente a EMEL está, a proceder à electrificação de 400 bicicletas convencionais, promovendo assim, que 90% da oferta GIRA se enquadre no modo eléctrico. Estes dois investimentos vão permitir o cumprimento do objectivo delineado para este ano: adicionar 900 novas bicicletas eléctricas à rede GIRA, 500 novas e 400 electrificadas.

As 500 bicicletas novas podem ser identificadas na rua com um selo comemorativo, de cor branca, no qual se pode ler “+500 GIRA na rede”. Já as 400 bicicletas convencionais que foram electrificadas podem ser distinguidas pelo seu quadro arredondado e por um novo autocolante de fundo preto, no qual é indicado um número 7XX ou 8XX.

Uma bicicleta convencional electrificada (fotografia LPP)

“Continuamos empenhados na implementação de boas práticas ambientais e de novas políticas de mobilidade, sendo a GIRA um pilar fundamental daquilo que é a estratégia de descarbonização ambiental da cidade. Mais de 50% dos lisboetas residem, trabalham ou estudam a menos de 10 minutos de uma estação GIRA, refere Carlos Silva, presidente da EMEL, numa nota enviada à comunicação social.

Já este ano foram abertas 13 novas estações GIRA e prevê-se que até final do 1º semestre de 2024 a activação de mais 19, passando assim o número total de estações activas para 171. Por abrir estão, desde o início de 2022, quatro estações GIRA na malha residencial de Belém – a disponibilização destas estações à comunidade tem sido adiada pela Junta de Freguesia de Belém, que gostaria de vê-las fora de lugares de estacionamento (só uma das quatro estações foi deslocalizada, a pedido da Junta).

As novas bicicletas acompanham os objectivos definidos pela Câmara de Lisboa e pela EMEL de expansão da frota e simultaneamente fazer chegar a rede GIRA a todas as freguesias do concelho até 2026 (o timing inicial era 2025, tendo sido atrasado um ano).


Actualização às 16h10 de 3/11/2023: clarificação da informação sobre Belém.