Avançar para o conteúdo

Fancy Women Bike Ride volta a juntar dezenas de mulheres em Lisboa pelo direito à cidade

O passeio de bicicleta mais “fancy” da cidade regressou. Não faltaram as flores, não faltaram as colunas com música, não faltaram os vestidos bonitos. E também não faltaram as mulheres da cidade.

Fotografia de Mário Rui André/Lisboa Para Pessoas

Realiza-se há 10 anos em vários pontos do mundo e há dois de forma oficial em Lisboa. A ideia foi trazida por Sheyla Ventura, que, mesmo não sendo de cá, diz que foi esta a cidade que escolheu para viver. É por isso que não desiste de promover a Fancy Women Bike Ride (FWBR), uma celebração das mulheres e da bicicleta que se realiza na Semana Europeia da Mobilidade. Trata-se de um passeio lúdico com o intuito de mostrar que também há mulheres a pedalar, procurando gerar laços entre elas e fortalecer uma comunidade.

Em Lisboa, o passeio decorreu no domingo. O trajecto foi igual ao do ano passado: um percurso de cinco quilómetros entre o Cais do Sodré e Belém, pensando pela sua acessibilidade. Nesta segunda edição oficial (terceira não-oficial), houve menos participação, talvez por 2021 ser ano de novidades e ter contado com o apoio da EMEL na divulgação (a empresa de mobilidade estava naquele ano a realizar um trabalho de investigação sobre mulheres e a bicicleta, cujos resultados ainda não divulgou).

Sheyla organiza quase tudo sozinha, contando com um apoio fundamental de várias voluntárias, este ano em maior número. Houve melhorias na organização por isso e pela experiência do ano passado. Nesta edição, não faltaram as flores, não faltaram as colunas com música, não faltaram os vestidos bonitos. Também não faltaram as parcerias. A Fancy Women Bike Ride juntou-se à Massa Crítica de Crianças, que irá repetir-se no próximo fim-de-semana em várias cidades da área metropolitana de Lisboa e do país; e também às bicicletas da Bambu, a start-up da Joana Saavedra e do irmão.

Em 2023, a Fancy Women Bike Ride vai voltar a sair à rua, também em Setembro. O melhor mesmo é seguir o projecto no Twitter, Facebook e Instagram para estares a par das futuras datas. Sheyla tem vontade de continuar a promover este passeio com quem a queira ajudar na organização, e sonha com um dia conseguir levá-lo para a Ponte 25 de Abril – e fazer aí algo em grande, como acontece noutras cidades.