Subscreve e ganha conteúdos exclusivos. Sabe mais aqui.
Procurar
Fechar esta caixa de pesquisa.

Há um novo atalho ciclável e pedonal entre a Alta de Lisboa e o Campo Grande

O Percurso Ciclopedonal das Calvanas, paralelo à 2ª Circular, formaliza um atalho que já era utilizado por pessoas a pé ou de bicicleta.

O novo Percurso Ciclopedonal das Calvanas (fotografia LPP)

Há um novo percurso ciclopedonal em Lisboa. Baptizado informalmente de Percurso Ciclopedonal das Calvanas, liga o bairro com este nome, localizado na Alta de Lisboa, à zona do Campo Grande. O trajecto, preparado para peões e bicicletas, é paralelo à 2ª Circular e passa à frente de uma escola privada, o Colégio de Santa Doroteia.

Com pouco mais que 600 metros de extensão, o percurso já era utilizado como atalho, quer por pessoas a pé, quer de bicicleta, tendo ganho agora um desenho formal. No lado da Alta, o trajecto inicia-se na Rotunda Nelson Mandela, junto à ciclovia que liga directamente ao bairro de Alvalade, mais concretamente à Avenida do Brasil. No Campo Grande, o percurso termina abruptamente na Alameda das Linhas de Torres, ficando a menos de 200 metros da rede de ciclovias que liga a Telheiras, ao Lumiar e a zona central da cidade (Cidade Universitária, Entrecampos, Saldanha, etc).

O Percurso Ciclopedonal das Calvanas divide-se em dois grandes troços. O primeiro troço é partilhado entre peões e bicicletas e consiste num caminho com blocos de betão pré-fabricados, paralelo à 2ª Circular. O segundo troço acompanha uma zona de estacionamento automóvel e consiste na combinação de uma via 30+bici (via partilhada entre carros e bicicletas, limitada a 30 km/h) com uma via ciclável unidireccional em sentido contrário (em contra-fluxo); para subir, os ciclistas seguem o sentido de trânsito dos carros e, para descer, têm um espaço segregado.

Este percurso ciclopedonal é uma obra da EMEL, a empresa municipal de mobilidade de Lisboa a quem compete a construção de ciclovias na cidade. Neste momento, estão em obra mais duas ciclovias na capital, uma na Avenida Álvaro Pais, em Entrecampos, e outra na Estrada do Desvio, entre o Lumiar e a Ameixoeira. Esta ciclovia vai completar o principal eixo ciclável da cidade, uma vez que passará a ser possível pedalar sempre em infraestrutura dedicada desde os limites do concelho de Odivelas até à Baixa lisboeta. Está ainda em construção uma ponte ciclopedonal sob a Avenida Almirante Gago Coutinho.

Projecto do Percurso Ciclopedonal das Calvanas (via EMEL)

No âmbito de intervenções de espaço público, está em curso a redefinição das ciclovias junto à Gulbenkian e a construção de um novo troço ciclável na praça de Sete Rios. Apesar destes avanços, Lisboa recuou, no último ano, em número de quilómetros de ciclovias, com a eliminação de uma parte substancial do percurso da Avenida de Berna em favor do regresso do estacionamento automóvel.

PUB

Junta-te à Comunidade LPP

A newsletter é o ponto de encontro de quase 3 mil pessoas.